Mostrar mensagens com a etiqueta Pintura. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Pintura. Mostrar todas as mensagens

quinta-feira, novembro 21, 2013

Guache sobre cartolina



Manuel Pereira da Silva
Sem Título, 1993
Guache sobre cartolina
47x22cm
Preço: 690 €


domingo, fevereiro 17, 2013

Pintura a Óleo



Manuel Pereira da Silva
Sem Título, 1959
Óleo sobre cartolina
46x57cm
Price: 980 €

quinta-feira, dezembro 06, 2012

Óleo



Manuel Pereira da Silva
Sem Título, 1961
Óleo sobre cartolina
28x46cm
Preço: 750€

Aguarela



Manuel Pereira da Silva
Folclore, 1990
Aguarela sobre cartolina
27x33cm
Preço: 550€

Guache


Manuel Pereira da Silva
Sem Título, 2000
Guache sobre papel
18,5x21,5cm
Preço: 570€

terça-feira, dezembro 04, 2012

Pintura Abstrata


Manuel Pereira da Silva
Sem Título, 1992
Guache sobre cartolina
 20x25,5cm
Preço: 480€


domingo, fevereiro 05, 2012

Espaço t



O Espaço t celebra em 2012, 18 anos de existência, durante este período, sempre com uma preocupação constante “Transformar Homens em Príncipes”, ou antes, procurar na Arte e com a Arte, a reintegração de todos/as sem excepção.

"Maternidade", Aguarela sobre cartolina, 1961, 39x58cm

Fundado em 1994, o Espaço t desenvolve o seu trabalho em três áreas distintas (área Social, Cultural e de Formação) cujo objectivo principal é a integração de pessoas com problemas bio-psico-sociais (toxicodependentes, deficientes físicos e mentais, idosos, sem-abrigo, seropositivos, etc.), entre os “ditos Normais”, através da arte, de forma a fomentar a auto-estima e auto-conceito de cada uma destas pessoas.

Em 1994, para muitos este era um espaço utópico, quase irreal, mas a verdade é que o Espaço t acredita e luta por um mundo melhor, onde todos/as somos precisos e válidos, onde todos temos potencial, onde não há “coitadinhos” e “generosos”, acreditamos essencialmente num mundo onde todos se complementam e mutuamente se ajudam, acreditamos na aceitação da diferença e no Outro.

Ao longo deste período o Espaço t tem visto o seu trabalho reconhecido, pela atribuição de prémios, atribuição em 2006, do Prémio Igualdade é Qualidade, atribuída pela Comissão para a Igualdade no Trabalho e Emprego, sendo de destacar, em 2007 a nomeação pela Fundação Calouste Gulbenkian para o prémio internacional Raymond Georis Price: The Mercator Found, a atribuição em 2008, do 3º. Prémio Hospital do Futuro, na Categoria de Serviço Social, em 2009 a atribuição do prémio Infante D. Henrique pela Confraria das Tripas à Moda do Porto e em 2010 a atribuição da Menção Honrosa Igualdade é Qualidade, atribuída pela Comissão para a Igualdade do Género.

Por forma, a continuar a desenvolver as suas actividades junto de todos aqueles que precisam de nós, estão a preparar o Leilão “A Felicidade existe, ajude-nos a mantê-la!” onde serão vendidas obras de arte de artistas plásticos, entre outros produtos como objectos pessoais de personalidades, objectos de design…, como meio de conseguir realizar dinheiro necessário para fazer face às suas despesas com todas as actividades terapêuticas e socioculturais.

"Família", Aguarela sobre cartolina, 1961, 29x63cm

Neste sentido, decidi apoiar com a oferta de três pinturas, para que estas possam ser vendidas em Leilão que acontecerá nos dias 19 de Fevereiro de 2012,pelas 16h30m, no Hotel Infante Sagres, no Porto.

"Sem título", Guache sobre papel, 1991, 24x17,5cm

terça-feira, maio 20, 2008

Frescos da Capela-Mor da Igreja de Stª Luzia

O templo do Sagrado Coração de Jesus (Templo de Santa Luzia) edificado na montanha de Santa Luzia, em Viana do Castelo, embora o projecto date de 1898, a obra só foi iniciada nos primeiros anos do século XX, tendo sido o templo aberto ao culto em 22 de Agosto de 1926, já depois da morte do seu autor, sendo apenas concluído em 1943.
Alguns pormenores do seu interior:


Pintura da Via Sacra


Em 1956 Manuel Pereira da Silva recebe uma encomenda da Confraria da Igreja de Santa Luzia, em Viana do Castelo.


Pintura da Via Sacra


“A Capela-mor em círculo e a cúpula esférica foram povoadas de figuras ligadas à Paixão de Cristo, sendo o friso da base segmentado em quadros alusivos ao drama da Paixão, num colorido suave e de linhas modernas que se identificavam plenamente com o dramatismo comovente da tragédia do calvário, sendo a cúpula, mais de carácter espiritual, preenchida com a figura de Cristo em ascensão gloriosa, rodeado de anjos que empunham flautas, numa concepção perfeita e de rara espiritualidade.”


Pintura da Via Sacra

“Graças à força da comunicação social, o ainda jovem Manuel Pereira da Silva passou a colher os primeiros frutos da fama e de ter daí em diante um vasto auditório, face aos milhares de fiéis que durante o ano sobem ao alto do monte de Santa Luzia."


Pintura da Via Sacra


In Joaquim Costa Gomes – Três Escultores de Valia: António Fernandes de Sá, Henrique Moreira e Manuel Pereira da Silva. Ed. Confraria da Broa de Avintes.